Compartilhar

Vídeo Institucional – Informação x Roteiro

A construção de um roteiro é a etapa mais importante para que um vídeo saia do papel e vire realidade. Mas para iniciá-lo, é preciso ter todas as informações necessárias em mãos. Mas quem deve fornecer essas informações e transformá-las em um roteiro?

A princípio, o cliente deve definir suas necessidades, a mensagem que quer passar no vídeo institucional e informar a produtora, para que esse compilado de informações seja transformado em um roteiro. Para conseguir essas informações, são necessários alguns passos:

Briefing Inicial

Ao ser contatado por um cliente, inicialmente ele precisa te passar um briefing com algumas informações sobre do que se trata o vídeo, o ramo da empresa, duração desejada para o vídeo e outras informações básicas para a produção. Com isso em mãos já é possível ter noção do trabalho que precisará ser desenvolvido e passar então um orçamento para que o cliente aprove.

Mensagem

Após aprovação do orçamento, é hora de definir: Qual a mensagem que precisamos passar com este vídeo? Quais elementos o vídeo deve ter para reforçar essa mensagem?

Uma empresa com um bom investimento em tecnologia deve querer mostrar isso no vídeo como um diferencial para que os clientes o vejam como uma empresa moderna e atualizada, por exemplo.

Se o foco for a preocupação com o atendimento ao cliente, também é importante mostrar isso no vídeo de alguma forma.

O papel da empresa é deixar claro para a produtora qual o seu objetivo central para que todo o roteiro seja produzido priorizando este objetivo.

No vídeo depoimento feito para o condomínio Reserva das Flores, o objetivo principal era que os moradores contassem suas experiências desde que se mudaram para lá, as facilidades do condomínio, as áreas de lazer, tudo isso para agregar um valor maior ao condomínio.

Coletar informações

Agora é a hora da produtora de vídeo coletar todas as informações necessárias para produzir o roteiro!

Já temos o objetivo principal: a mensagem. Mas ainda precisamos de algumas informações, como: Quem é o público-alvo do cliente, qual a missão, visão e valores, quais os dados da empresa em números que podem ou não ser passados no vídeo, qual o texto que precisa conter no vídeo, etc. Tudo depende muito de como a empresa imagina o seu vídeo institucional e como ela quer que isso seja mostrado, seja em números, gráficos, cenas…. são infinitas possibilidades, quando se trata de criatividade.

O cliente precisa passar todos os materiais necessários para a produtora sempre que for solicitado e o mais rápido possível, para que o fechamento do vídeo seja de acordo com os prazos definidos. Mas também é papel da produtora ir atrás do conteúdo e cobrar a empresa caso falte alguma informação importante para o andamento do projeto.

É necessária uma atenção das duas partes!

 

Aprovação

Por fim, temos a aprovação do roteiro. É super comum finalizarmos um roteiro e os clientes pedirem alterações sobre algumas informações equivocadas, ou pedirem para alterar algo que não ficou 100% condizente com o que haviam imaginado. E está tudo bem! É só fazer uma reunião simples alinhar as pontas soltas, para que finalmente o roteiro seja aprovado e esteja completo para ambas as partes.

Vale lembrar que o roteiro é uma obra livre que pode ser adaptada a qualquer momento durante a produção de vídeo na medida que podem acontecer imprevistos e coisas inusitadas, como por exemplo uma cena que ficaria muito legal no vídeo, mas todos só perceberam isso no momento da filmagem das cenas.

Está pensando em produzir um vídeo institucional para a sua empresa? Vamos bater um papo!

Vamos falar sobre vídeos?

 

Compartilhar